Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Desenvolvimento Econômico: presidente da AD Diper aborda ambiente de negócios

As políticas e ações que o Governo do Estado vem promovendo para melhorar o ambiente de negócios em Pernambuco foram tratadas pela Comissão de Desenvolvimento Econômico em reunião nesta quarta (13). O tema foi apresentado a parlamentares, empresários e representantes da sociedade civil pelo diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Roberto Abreu. Criada em 1960, a sociedade de economia mista vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico trabalha para fomentar os arranjos produtivos locais e atrair investimentos que gerem emprego e renda para os pernambucanos. Segundo Abreu, as ações indutoras promovidas pela agência visam, também, diminuir as desigualdades regionais. “A área que vai do Recife a Caruaru concentra cerca de 82% do Produto Interno Bruto (PIB) de todo o Estado. Isso quer dizer que mais de 80% do nosso território pide os outros 18%”, informou. “Por isso, o Estado tem o dever de implantar ações que reduzam este desequilíbrio”, acrescentou o gestor, citando o Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe), que atua nesse sentido. “A iniciativa oferece benefícios fiscais maiores à medida que os investidores se distanciam da Capital”, explicou Abreu.      O gestor falou ainda sobre o trabalho desenvolvido para estimular e conectar o setor de inovação às cadeias produtivas do Estado, o apoio de infraestrutura e logística oferecido pela agência, bem como o incentivo dado ao produtores para o uso de energias renováveis. “Pernambuco foi uma das unidades da federação mais afetadas pela crise econômica nacional, que interrompeu investimentos em cadeias produtivas fortes aqui, como refinaria e produção naval”, disse. O diretor revelou, no entanto, que o Estado já demonstra melhora. “Estamos conseguindo retomar nosso crescimento mais rapidamente que o restante do País. Enquanto o PIB do Brasil cresceu 1,1% em 2018, nós registramos um crescimento de 2%”, disse. Ele ressaltou, todavia, que a recuperação de postos de trabalho ocorre de maneira mais lenta, e a expectativa é de que os reflexos nesse setor comecem a ser sentidos até o fim do ano. Presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, o deputado Delegado Erick Lessa (PP) colocou o colegiado à disposição para colaborar com o Estado. “Os parlamentares desta Comissão querem fazer parte desse trabalho em prol do incremento da nossa economia, com olhar especial para o desenvolvimento do Interior”, afirmou. Vice-presidente do grupo parlamentar, o deputado Romário Dias (PSD) – que propôs o encontro – destacou o papel do Prodepe para o fortalecimento das cadeias produtivas mais distantes da Região Metropolitana do Recife (RMR). O representante da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), Pedro Miranda, e o síndico do complexo Moda Center Santa Cruz, José Gomes, pediram maior atenção do Estado para o Polo de Confecções do Agreste. “Um setor que arrecada cerca de R$ 100 milhões por ano para o Poder Público e que gera milhares de empregos merece um olhar diferenciado”, alegou Miranda.   “É importante trabalharmos em conjunto para identificar os gargalos do setor e promover a aproximação entre quem produz e o Poder Público”, defendeu o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa. A estratégia também recebeu o apoio do secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, que falou sobre a importância da academia, da sociedade civil e das prefeituras nesse processo.
13/03/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia