Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Frente da Primeira Infância realiza primeira reunião do Conselho das Crianças

Catorze estudantes de sete escolas municipais do Recife passaram a compor, nesta quarta (6), o Conselho das Crianças de Pernambuco, criado pela Frente Parlamentar da Primeira Infância  em parceria com a Secretaria de Educação do município. Os resultados vão ajudar a compor o relatório que o colegiado da Alepe vai entregar no final do mês, com dados sobre educação, segurança, acesso ao lazer, entre outros indicadores. A missão do grupo é enriquecer as ações dos deputados estaduais com as percepções dos próprios interessados sobre problemas relacionados à infância. A primeira tarefa foi coletar opiniões sobre o que é uma cidade boa na visão dos pequenos. Lucas Cândido da Silva, 10 anos, pediu melhorias no saneamento, coleta de lixo e asfaltamento das ruas. Ele aprovou a ideia de falar diretamente com os parlamentares. “Eu acho bom porque o deputado vai ouvir a palavra de uma criança. E se ela falou é porque precisa melhorar muito”, acredita.  Coordenadora da Frente da Primeira Infância, a deputada Simone Santana (PSB) explica que a experiência deve ser expandida para outras regiões do Estado. “É uma experiência pioneira. Inicialmente, para facilitar a operacionalização, essas crianças são da cidade do Recife, mas a nossa intenção é ampliar essa representatividade. Esse Conselho vai ser sempre solicitado quando os interesses delas estiverem em pauta”, avisou.  A gestora da Escola Municipal Monteiro Lobato, Kaline Suzane, conta que a novidade foi bem recebida por estudantes e professores. “Curtimos muito. Sempre se subestima o raciocínio da criança, mas nós que fomos surpreendido com o tanto de riqueza que elas têm para reivindicar”, comentou. O processo de escolha dos pequenos para compor o Conselho foi realizado nas unidades de ensino participantes.
06/11/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia