Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Frente Parlamentar de Segurança ouve demandas da população de Caruaru

O município de Caruaru, no Agreste Central, sediou o segundo de uma série de debates promovidos pela Frente Parlamentar de Segurança Pública no Interior do Estado. A audiência pública, realizada na última sexta (8), reuniu deputados, vereadores e moradores da cidade, assim como representantes das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, para discutir as estatísticas de violência e as medidas a serem adotadas para reduzir os índices de criminalidade na região. O evento ocorreu na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da localidade. Na abertura da reunião, o coordenador do colegiado, deputado Delegado Erick Lessa (PP), apresentou estudo elaborado pela Consultoria Legislativa (Consuleg) da Alepe a partir de dados do Portal da Transparência e do Pacto pela Vida. Segundo o levantamento, na Região de Desenvolvimento do Agreste Central, o número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) era de 74 por 100 mil habitantes em 2017 e, em 2018, atingiu a marca de 50 por 100 mil habitantes. Apesar da queda registrada, o parlamentar acredita que, em Caruaru, houve estagnação no combate à criminalidade, na comparação com as estatísticas de 2018.  Lessa também mostrou preocupação com o aumento dos casos de violência contra a população feminina. Ele anunciou que apresentará emenda ao Orçamento com o objetivo de reestruturar o prédio onde funciona a Delegacia da Mulher da cidade. “Será um recurso significativo para que essa unidade possa oferecer atendimento psicossocial com uma infraestrutura adequada”, afirmou. “Ouvimos o depoimento de uma mulher que esteve lá no sábado, mas a delegacia estava fechada. Levamos isso diretamente ao chefe da Polícia Civil e ao secretário executivo de Defesa Social (Humberto Freire), para que respostas sejam dadas.” O gestor estadual destacou, no encontro, o trabalho desenvolvido na Área Integrada de Segurança (AIS) sediada em Caruaru, a qual abrange outras 14 cidades. Freire apontou a redução dos homicídios em 38% no município, média maior que a de Pernambuco. De acordo com ele, esse resultado se deve a uma forte reação do Governo no combate à criminalidade, iniciada em 2017. “Houve a contratação de 2,8 mil policiais militares e mais 500 estão na academia. Foram mais 1,2 mil agentes civis e da polícia científica. Além disso, a gente tem novas viaturas e motocicletas para a Polícia Militar, que é um meio mais ágil de atendimento a ocorrências, e estamos investindo muito em tecnologia”, citou Humberto Freire.  Ainda de acordo com o secretário, o índice de resolução dos CVLIs segue uma tendência crescente. Em 2017, houve 262 em Caruaru, dos quais 48% foram solucionados. Já neste ano, ocorreram 144 casos, com índice de conclusão de 53%. Também presente, o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle, atribuiu esse resultado ao esforço de toda a corporação. Mas a sensação de insegurança permanece, na avaliação da líder comunitária Sandra Moura, moradora do residencial Luiz Bezerra Torres, onde vivem mais de dez mil famílias. Ela fez um apelo às autoridades presentes no sentido de que o policiamento na localidade seja reforçado: “É um bairro afastado do centro. Uber, táxi, mototáxi não estão querendo ir até lá devido ao índice de criminalidade. Pode não estar na estatística, mas todo dia tem assalto. Estamos clamando por justiça, para que o policiamento seja mais frequente”, relatou.  Também participaram da reunião os deputados Álvaro Porto (PTB) e Alberto Feitosa (SD). Porto salientou a importância de “conhecer a realidade de quem vive no Interior e de encaminhar as demandas populares às autoridades”. A taxa de resolução dos crimes alcançada em Pernambuco foi considerada “um marco” por Feitosa: “O percentual é quase 15% maior que o obtido pelo Estado de São Paulo”, frisou.  A próxima audiência pública da Frente Parlamentar de Segurança será em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, no próximo dia 25 de novembro. Já no dia 6 de dezembro, o grupo parlamentar vai conhecer a realidade de Palmares, na Mata Sul.
11/11/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia