Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Oposição relata problemas no Hospital Otávio de Freitas

Em discursos na Reunião Plenária desta terça (12), os deputados Antonio Coelho (DEM) e Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) voltaram a criticar a situação dos hospitais públicos de Pernambuco. Os parlamentares, que vêm promovendo uma série de visitas às unidades da rede estadual de saúde (Blitz da Oposição), focaram, desta vez, os problemas encontrados no Hospital Otávio de Freitas, no Recife. Coelho rebateu o argumento apresentado em outras oportunidades pelo líder do Governo, deputado Isaltino Nascimento (PSB), de que os problemas nas unidades do Estado são provocados, em parte, pela desassistência na rede municipal. “É uma desculpa infundada. Que legitimidade Paulo Câmara tem para falar de falhas das prefeituras se ele deve, atualmente, mais de R$ 220 milhões em repasses aos municípios?”, questionou. De acordo com o parlamentar, o Governo tem dívidas de R$ 11,5 milhões com Caruaru (Agreste), R$ 9,5 milhões com Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana), R$ 7 milhões com Petrolina (Sertão), R$ 3 milhões com Ipojuca (Região Metropolitana) e R$ 1,1 milhão com Paudalho (Mata Norte). “O governador Paulo Câmara tenta se eximir da responsabilidade culpando as prefeituras, que estão atuando de forma restrita por conta do calote que vêm recebendo”, criticou. Já o líder da Oposição dedicou seu discurso a detalhar os problemas enfrentados pelos pacientes. Segundo Marco Aurélio, durante visita ao Hospital Otávio de Freitas os parlamentares observaram sujeira, leitos sem lençóis e pacientes com doenças infecciosas pidindo o mesmo espaço com outros doentes. “Havia uma única cadeira de banho, quebrada, para atender todos os pacientes da emergência”, relatou. “Conversamos com mulheres que nos relataram que filhos dormem com ratos, baratas e escorpiões”, acrescentou. O parlamentar também voltou a denunciar o atraso no pagamento de profissionais terceirizados. “Hoje assinei um pedido de informação endereçado ao secretário estadual de Saúde. Queremos saber quais são as empresas contratadas pelo Governo e quando foi feito o último pagamento a elas”, disse. Os deputados José Queiroz (PDT) e João Paulo (PCdoB), em apartes, elogiaram a forma como o líder da Oposição registrou as críticas dessa terça. “O governante pode ter limites em sua atuação, mas ele quer sempre acertar. O que nos interessa aqui é somar no trabalho em prol da população”, afirmou Queiroz. “O momento estrutural do Brasil é complicado, e a situação da saúde pode se tornar ainda mais difícil se forem aprovadas propostas como a desvinculação das despesas, anunciada pelo Governo Federal”, acrescentou João Paulo.
12/03/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia